Site Autáquico - Câmara Municipal de ourique

Município de Ourique já exigiu reforço médico do Centro de Saúde

02/07/2019

A saúde é um pressuposto fundamental da qualidade de vida, que assume uma relevância maior num quadro de uma população envelhecida.

 

O Serviço Nacional de Saúde é uma das maiores conquistas do Portugal Democrático, estando num processo de recuperação das limitações em que este sujeito pela interpretação do anterior governo às restrições impostas pelo programa de ajustamento da Troika.

 

Apesar dos esforços, persistem situações de bloqueio que resultam de fatores estruturais como a fragilidade da atratividade dos territórios rurais e do interior para os profissionais médicos e a insuficiência dos incentivos.

 

Há muito que o Município de Ourique tem reafirmado junto do Governo, da Administração Regional de Saúde do Alentejo e da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo a necessidade de concretizar respostas que correspondam às necessidades das pessoas e de um território vasto, com o nosso perfil populacional.

 

Há muito que o Município de Ourique se tem disponibilizado para participar na concretização de soluções que reforcem os serviços do SNS à população de Ourique, nomeadamente através da construção de um novo Centro de Saúde, não contemplado no financiamento comunitário herdado do anterior governo para a saúde na região.

 

O Centro de Saúde de Ourique, integra-se na Rede de Cuidados de saúde Primários da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, tendo 5497 utentes inscritos, servidos na sede e em quatro extensões de saúde.

 

O quadro de pessoal do Centro de Saúde de Ourique é o seguinte:

- 4 médicos, dispõe desde 1 de julho apenas de 2;

- 10 enfermeiros, dispõe de 9;

- 4 assistentes técnicos, dispõe de 3;

- 5 assistentes operacionais, dispõe de 5.

 

No dia 27 de junho, ao fim do dia, foi-nos comunicado a aposentação da médica que exercia funções de direção do Centro de Saúde, tendo o Município de Ourique de imediato manifestado preocupação pela situação junto do Ministério da Saúde e exigido uma solução.

 

O Município de Ourique sublinhou o perfil populacional e a necessidade de assegurar o acesso aos cuidados de saúde primários, num quadro em que 1 dos 2 médicos que persistiam estaria de férias até 15 de julho.

 

Em resposta à nossa exigência, fomos informados que:


1. Em todos os procedimentos concursais têm sido abertas vagas para o Centro de Saúde de Ourique que têm ficado desertas.


2. No concurso que ainda decorre para a colocação de recém-especialistas com possibilidade de recurso a incentivos foi aberta uma vaga, que também não foi preenchida.


3. Os responsáveis distritais, regionais e nacional do Serviço Nacional de Saúde estão a desenvolver esforço para suprir a vaga gerada pela aposentação através da contratação direta de um profissional, da deslocação de um profissional a tempo parcial ou da mobilidade interna de um profissional presente nas imediações de Ourique.


O Município de Ourique continuará a defender a necessidade de se encontrar uma solução imediata para a emergência gerada pela súbita aposentação e para as questões estruturais.

 

O Município de Ourique reitera o agradecimento a todos os profissionais do setor da saúde pelo esforço que têm desenvolvido para responder às necessidades dos Ouriquenses.

Multimédia

CONTACTOS